Grito dos Excluídos 2011 – “Contra a Corrupção, a Violência e a Morte Grita a Vida”.

Por Pedro Ferreira

Movimento Terra Livre/RECID – GO

A 17º edição do Grito dos Excluídos teve como tema em Goiás – “Contra a Corrupção, a Violência e a Morte Grita a Vida”. Sendo que a organização este ano dividiu o foco de denuncias  em três eixos: A privatização do Sistema de Saúde, o caos no transporte coletivo e a violência sobre tudo contra a juventude da periferia.

A concentração se deu em frente ao Terminal Praça ‘A’ simbolo da má qualidade do transporte público na capital, onde em seguida foi feito uma ocupação simbólica para chamar atenção das autoridades para necessidade de se ter um transporte público de qualidade.

Logo após os participantes saíram em marcha com suas bandeiras de lutas e faixas reivindicatórias, como também com uma cruz simbolizando as mortes de companheiros vitimados por esses sistema, tomando a avenida independência rumo a Praça do Trabalhador.

Em frente ao cemitério santana aconteceu uma parada para reflexão sobre as mortes ocasionadas por esse sistema, vitimas deram depoimentos emocionados como por exemplo um pai que falou sobre o filho que foi levado pela policia na sua frente e nunca mais teve noticia do mesmo.

A marcha seguiu e parou novamente em frente a uma clinica de um plano de saúde onde foi feito uma fala de denuncia do projeto de privatização via OS por parte do governador Marconi Perillo (PSDB/DEM), vários hospitais de Goiânia  e do interior estão na lista para passarem a ser geridos por OS, devido a mobilização e luta do Comitê  Contra as privatizações conseguimos barrar que uma OS envolvida em corrupção no RJ assumisse a administração do Hospital de Urgências de Aparecida de Goiânia, no entanto a luta tem que continuar, pois o projeto do Governador é continuar com as privatizações.

A marcha seguiu novamente parando em frente uma concessionaria de venda de motos onde foi feito uma fala denunciando o extermínio de jovens sobre tudo na periferia, no inicio do ano foi preso vários policias acusados de fazerem parte de um grupo de extermínio em Goiás – Na operação Sexto mandamento da Policia Federal. A maioria das vitimas de homicídios em Goiânia e região metropolitana são jovens.

A quarta parada foi em frente a sede da Rede Metropolitana de Transporte Coletivo (RMTC) responsável por administrar o sistema de transporte coletivo da capital e região metropolitana, onde foram feito falas denunciando o descaso com o transporte público na nossa cidade e o que devemos fazer para superar os gargalos.

A ultima parada da marcha foi na praça do Trabalhador em frente a Câmara municipal de Vereadores onde foram feitas falas sobre a corrupção e o descaso do poder público em atender as demandas da população. Ao final os participantes fixaram as cruzes e suas faixas com reivindicações em frente a câmara.

Varias organizações e movimentos tanto do campo como da cidade, Centrais Sindicais, Movimentos de Sem Terras, Pastorais sociais, Movimento Estudantil entre outros participaram do Grito dos Excluídos 2011, tais como: Terra Livre, RECID-GO, MST, PJMP, PJ, CUT, UNE, UJS, UBS, C.A de Serviço Social da PUC-GO. Partidos políticos como: PSOL, PCB, PC DO B e PT, além de representantes de varias arquidioceses.

Segue abaixo fotos do Grito 2011.

Comments are closed.

Terra Livre - movimento popular do campo e da cidade
www.terralivre.org | secretaria@terralivre.org

(c) Copyleft: É livre a reprodução para fins não comerciais, desde que o autor e a fonte sejam citados.