23 de julho de 2019
Home / Ações / Ocupação em imóvel do Metrô em São Paulo reivindica moradia e denuncia corrupção e PPPs.

Ocupação em imóvel do Metrô em São Paulo reivindica moradia e denuncia corrupção e PPPs.

Na noite de 18 de janeiro de 2019, o Movimento Terra Livre ocupou um imóvel na Avenida Sumaré n310, tendo em vista a reintegração de posse da Ocupação Luana Barbosa e a consequente necessidade de abrigar as famílias que ali viviam.

O imóvel ocupado foi desapropriado anos atrás, para construção da linha laranja do metrô de São Paulo, que consiste em uma parceria público privada (PPPs) com empresas amplamente envolvidas em escândalos de corrupção. Os desvios de verbas e as investigações fizeram com que o planejamento e a construção fossem paralisados, prejudicando um alto número de moradores da cidade, tanto aqueles que perderam seus imóveis e até hoje não viram sequer a cor do dinheiro, quanto para aqueles que fariam uso da nova linha para se locomover com mais facilidade.

Não descansaremos enquanto tantas pessoas estiverem sem casa e tantos imóveis do poder público abandonados. É inaceitável que a questão habitacional de São Paulo continue a ser negligenciada. Por isso, se o governo falha em garantir moradia, nós garantiremos!

Quem age na ilegalidade não somos nós, mas sim os governantes e as empresas com quem fazem parcerias, vez que continuam a ignorar a função social da propriedade, prevista na Constituição brasileira. Nossa tarefa é aplicar a justiça social, possibilitando que tantas pessoas em situação de vulnerabilidades nas ruas da cidade passem a ter um teto para se proteger e se reerguer.

Assim, mais uma vez afirmamos:

SEM METRÔ, SEM REINTEGRAÇÃO!
TERRA LIVRE, VENCEREMOS!

Sobre secretaria

Veja Também

Ocupação espontânea por moradia em Bayeux, região metropolitana de João Pessoa.

Abaixo, nota escrita pelos ocupantes: OCUPAÇÃO SOCIAL DE UM TERRENO ABANDONADO No dia 31/03/2019 um ...